quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

O chato do corretor!

Quem já teve contato com o mercado de seguros sabe que, não raramente, a figura do corretor é taxada como o "chato" que quer convencer seus clientes de que eles precisam contratar uma apólice de seguro.

Já os corretores de Seguros sabem o quanto é difícil e desgastante negociar com um cliente que já o recebe com a desconfiança de que o que ele irá oferecer é algo que não é necessário, e que todos os argumentos não passaram de uma técnica para alcançar a venda e a comissão.

Mas se os corretores, que representam esmagadoramente, o maior canal de distribuição de produtos de seguro no Brasil são "chatos", porque este mercado não para de crescer? Simplesmente porque ele é um dos mercados mais importantes para a manutenção da economia não só no Brasil mas no mundo inteiro.

Pare pra pensar: porque o que o descolado e bacana vendedor da loja de smartphones te fala é importante e o que o vendedor de seguros te fala é chato? Até porque, o valor que você desembolsa com os dois na maioria das vezes é praticamente o mesmo.

A resposta é simples: porque suas prioridades pessoais estão mais alinhadas com o que o vendedor da loja de smartphones te oferece do que com o que o corretor de seguros te oferece. O problema não está no produto ou no vendedor, o problema está em você.

Ao sair da loja de smartphones com um aparelho de última geração, além do próprio aparelho,  você adquiriu algumas outras coisas que lhe satisfazem: a velocidade com que você acessa seus dados, uma tela maior para visualizar o que você precisa ou até mesmo um design mais moderno e o status de ter um aparelho de última geração.

Quando você contrata um seguro o que você esta comprando também vai além daquela apólice. Se for o seguro de um carro, você está comprando a tranquilidade de poder rodar sem preocupações, se for da sua casa, você está comprando a paz de poder sair pra viajar e deixar seus bens protegidos, se for um seguro de vida então, você está comprando a garantia dos objetivos de vida das pessoas que você mais ama, a faculdade dos seus filhos, o bem estar da sua esposa ou marido, entre tantas outras.

O "chato" do corretor pode não te oferecer um artigo físico para você ostentar o quanto é capaz pagar por um aparelho, mas ele pode te oferecer a segurança em vários fatores da sua vida para que você possa encostar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo todas as noites.

Portanto cabe somente a você, decidir o que mais é importante na sua vida.

Ouça seu corretor, o que ele te pra te falar é importante e pode ser a chave para uma vida tranquila.