segunda-feira, 8 de maio de 2017

Quando o seguro vai além da apólice

Contratar um seguro é umas das melhores maneiras de proteger seu patrimônio, porém muitas vezes o processo de contratação agrega mais do que simplesmente esta proteção, no processo de contratação do seguro pode-se identificar e sanar situações que vão muito além de acidentes futuros.

Essa vantagem pode ser percebida em diversos ramos e produtos de seguro, por exemplo, você já fez algum estudo com seu corretor para a contratação de uma previdência privada?

Se sim, com certeza você se deparou com perguntas que poucas pessoas se fazem e que te fizeram refletir o quanto gostaria de ter de renda mensal quando parasse de trabalhar, ou ainda, o quanto do seu atual rendimento você pode destinar para garantir seu futuro. Se você chegou a esse raciocínio, pode ser que tenha percebido que um gasto desnecessário hoje pode estar comprometendo de forma importante o seu futuro e repensou essa despesa.

Outro exemplo de que uma conversar sobre seguro pode nos fazer muito bem é quando fazemos uma boa análise para a contratação de uma apólice de vida. Um bom seguro de vida sempre irá proteger aqueles que sentirão com a falta da sua renda e para dimensionar essa cobertura você precisará calcular de quanto seus familiares precisarão para manter o padrão de vida atual e atingir os planos e objetivos desejados como cursar uma faculdade, um intercâmbio ou fazer viagens periodicamente.

Neste momento de análise dos planos futuros, muitas pessoas se dão conta de que elas simplesmente não tem essa programação, passando a ter os seus sonhos bem traçados pois tiveram que fazer isso para contratar seus seguros.

Para as empresas não é diferente.

Vários empresários identificam um risco que seus funcionários estão correndo quando fazem um estudo de seguro saúde. Não raramente, colaboradores usando o plano para consultas de uma mesma especialidade pode indicar algo a ser melhorado. Imagine, por exemplo, uma empresa que tem um aumento do número de consultas ortopédicas no departamento de expedição. Talvez ali exista um problema de postura ou de posicionamento das mercadorias que estão lesionando os funcionários.

Outro ramo que sempre que analisado traz informações valiosas ao empresário é o seguro de transporte das mercadorias. Um aumento no número de tombamentos em um trecho pode sinalizar uma via mal pavimentada, problema facilmente corrigido com um novo plano de rotas, evitando o contratempo de um acidente.

Por essa e outras que contratar um seguro não é só emitir uma apólice ou apenas recolher as assinaturas, uma boa e profissional contratação de seguro, intermediada por um experiente corretor, é analisar os riscos que  rodeiam o segurado, seja ele uma pessoa ou uma empresa, e mais do que analisar, propor soluções, discutir ideias e traçar planos.

Sempre que seu Corretor de Seguros quiser conversar com você, consiga uma brecha na agenda e ouça o que ele tem pra falar. A única preocupação dele é deixá-lo, cada vez mais, SEGURO!

Nenhum comentário :

Postar um comentário