terça-feira, 11 de abril de 2017

Seu carro tem seguro? Então você precisa saber disso.

Se você possui uma apólice de automóvel, você precisa conhecer algumas práticas desse ramo que podem, e muito, prejudicar sua cobertura causando um enorme prejuízo a você, sua família e sua empresa.

O seguro de automóvel é um dos ramos mais disputados entre corretores e seguradoras criando a necessidade de diferenciação para conquistar o cliente.

A concorrência, quando sadia, é uma das melhores formas de beneficiar o consumidor pois as empresas que disputam a preferência desse cliente buscam oferecer cada vez mais vantagem e benefícios.

Mas nem tudo são flores, é preciso ficar atento para identificar quando uma vantagem oferecida realmente é benéfica ou é simplesmente uma forma de iludir o cliente que, no futuro, ficará desamparado e amargando um enorme prejuízo.

Por isso, é preciso colocar algumas verdades na mesa para que você, cliente, não caia em armadilhas nesse mercado tão disputado como é o de seguro de automóvel:

1 - Existem produtos ilegais sendo chamados de SEGURO - a única solução que garante a indenização do seu bem em caso de um evento futuro e incerto é um seguro. Qualquer outro produto que não tenha esse nome e não seja comercializado por um SEGURADORA  não é seguro e pode ser até ilegal.

2 - Seguro só pode ser intermediado através de um CORRETOR ou uma CORRETORA DE SEGUROS - Você só terá segurança se souber quem é o corretor de seguros responsável por sua apólice, ele ou ela é quem irá te ajudar quando você mais precisar, ou seja, na hora de um acidente. Qualquer outro profissional não será responsabilizado, não estará capacitado, e nem será fiscalizado pela má intermediação de um seguro. Ficou na dúvida na hora de contratar sua apólice? Exija falar com o CORRETOR responsável. Te enrolaram e ele não pode te atender? Já pode imaginar como será em um sinistro.

3 - Contrate um CORRETOR de sua CONFIANÇA - em toda família existem as "ovelhas negras", na profissão de Corretor de Seguros não é diferente (veja este artigo). As desonestidades praticadas pelos maus corretores são inúmeras, entre elas, reter o valor pago pelo segurado e não repassar à seguradora, alterar o perfil para baratear o preço e ganhar a concorrência, cancelar apólices de outros corretores sem o consentimento do segurado, contratar coberturas desnecessárias ou não contratar coberturas essenciais, aumentar a franquia para melhorar o custo sem a autorização do cliente, entre tantas outras práticas completamente prejudiciais ao cliente. Por isso, ao escolher um Corretor pesquise sobre ele, busque referências e indicações e, o mais importante, converse com ele!

Mas não se assuste, embora muito concorrido o mercado de seguro automotivo no Brasil é, em sua grande maioria, saudável e extremamente necessário para proteção deste patrimônio tão importante para as pessoas.

Para se manter seguro, esteja sempre atento quando a oferta contiver algum elemento muito vantajoso em relação a proposta feita pelo seu corretor de confiança e, sempre, abra o jogo com seu corretor. Ele é seu representante e sempre irá te proteger das práticas desonestas do mercado.

É bem verdade que nem sempre ele poderá te oferecer o menor preço, mas em todos os mercados existe uma regra que nunca muda: o preço de um serviço é exatamente proporcional ao que ele oferece. Será que vale a pena arriscar ter algo que não é seguro, que vai te deixar na mão na hora que você mais precisa? A diferença paga o risco?

Nenhum comentário :

Postar um comentário