quinta-feira, 27 de abril de 2017

Porque o corretor tradicional odeia a Youse?

Não há o que se esconder, uma das grandes guerras do atual mercado de seguros é entre os corretores tradicionais e a Youse. Mas afinal, porque será que a maioria dos corretor de seguros odeia tanto a Youse?

Será por conta de sua proposta de interação com os clientes através das redes sociais?
Dificilmente, outras empresas já fizeram isso (e ainda o fazem) e não despertam tanto ódio nos Corretores de Seguros. Inclusive, muitos deles já interagem com seu cliente, seja através do WhatsApp, Facebook, Twitter ou outras tantas redes sociais.

Será então por conta da forma despojada com que ela se apresenta?
Também parece que não é esse o motivo principal, afinal, tudo hoje está mais despojado que antigamente, a gravata esta cada vez menos na moda e as comunicações estão bem mais descontraídas. Ser despojado é bom, a comunicação com o cliente fica mais leve.

Será pelos milhões investidos em publicidade, das veiculações nos horários mais nobres e nos canais de maior audiência do público, afirmando que trata-se de "seguro sem corretor".
Mesmo estas ações de marketing serem um sonho muito distante para a maioria dos corretores e esta afirmação ser extremamente provocativa, além de tecnicamente incorreta, não é suficiente para provocar tamanha reação. Os corretores já cansaram de ver investidas das seguradoras na forma de venda direta e nunca entraram em tamanho pé de guerra como agora.

Será então o preço? 
A Youse, como a maioria das empresas que apostam na venda em grande escala, divulga que seu produto tem o melhor preço do mercado. Isso até poderia ser o principal mote para o conflito, mas essa vantagem da Youse já foi desmontada por simulações mostrando que, quando comparadas as mesmas coberturas, o preço tende a ser igual, quando não maior.

Então qual a grande razão para que os corretores de seguros tradicionais ataquem tanto a Youse?

Para realmente entendermos esse grande conflito, precismos refletir sobre a razão de ser de um corretor de seguros, ou seja, o motivo pelo qual ele abre suas portas todas as manhã e atende seus clientes. A missão da maioria esmagadora dos corretores é, antes de mais nada, proteger o seu cliente daquilo que ele não pode se proteger sozinho.

O corretor de seguros só fica satisfeito quando sabe, com certeza absoluta, que seu cliente está seguro, que ele e seus bens estão devidamente protegidos por uma apólice bem dimensionada e analisada em seus mínimos detalhes. Por esse motivo, vemos tantos corretores esticando seus horários de trabalho, abrindo mão de seu próprio tempo, para atender a todos seus segurados, abrindo mão até de sua própria remuneração, simplesmente porque não conseguem ver seu cliente desprotegido.

Além desse fator existe outro ponto que deve ser entendido: o corretor de seguros sabe o quão complexo é um contrato de um seguro, ele sabe o quanto custa um erro no perfil, a falta de uma cobertura necessária ou a contratação de uma cláusula que traga uma desvantagem ao cliente. O corretor estuda os termos de cada seguradora, ele já passou por diversas situações e tem a experiência necessária para saber exatamente o que o cliente precisa.

Portanto, o corretor de seguros tradicional ataca tanto a Youse, simplesmente porque ele tem medo que seu cliente fique desamparado. Ele tem medo que seu cliente se confunda na hora de escolher as coberturas e não contrate uma apólice que o ampare, ele tem medo que seu cliente contrate uma franquia maior do que a ideal e tenha que amargar um prejuízo desproporcional na hora de um sinistro, ele tem medo que seu cliente se decepcione com o que ele mesmo contratou, sem ter um intermediário que o conheça profundamente, ele tem medo que seu cliente tenha que mergulhar em um contrato cheio de termos técnicos e expressões indecifráveis pra saber se ele tem ou não uma cobertura, ele tem medo que seu cliente fique parado a beira da estrada porque esqueceu de contratar a assistência mais completa.

O corretor de seguros não odeia a Youse, o que ele odeia é pensar na hipótese, mesmo que remota, de ver seu cliente desprotegido.

3 comentários :

  1. A razão de ser de um Corretor de Seguros...
    O cliente!

    Ótimo texto, Thiago. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. CONCORDO COM VOCE MUITOBEM ESCRITO PARABENS E OBRIGADO PELA EXPLICAÇÃO ABRAÇOS

    ResponderExcluir