quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Corretor de Seguros, por favor, não pare!

Mais um final de ano se aproxima.

Em meio a milhares de mensagens de otimismo e esperança convido você, corretor de seguros, que acompanha meus textos a uma reflexão. Pare por um segundo para apenas contemplar o que você fez este ano por uma perspectiva pouco convencional.

Todos nós nos preocupamos muito com números, crescimento do prêmio arrecadado de nossas carteiras, média de nossa comissão, número de itens e sinistros, mas poucas vezes nós medimos um indicador que talvez seja o mais importante do ponto de vista social: a soma das importâncias seguradas.

Esse nome rebuscado, "importâncias seguradas", por si só já diz muito sobre o nosso papel na sociedade. Ele representa aquilo que, de alguma maneira tem importância para o nosso cliente e nós ajudamos a manter seguro. 

Neste raciocínio não importa se houve sinistro ao não, se o segurado recebeu uma indenização ou não. O que importa é que, com certeza, ele ficou mais tranquilo pois você garantiu que seu carro, sua casa ou mesmo sua família estivessem protegidos. Você, corretor de seguros, cuidou do patrimônio do seu cliente.

Vamos lá, faça a soma, mesmo que por estimativa, do total das importâncias seguradas das apólices que você intermediou esse ano. É simples, sua carteira de automóvel tem 100 itens, o preço médio de um veículo hoje é de R$ 35.000,00, seu indicador é R$ 3.500.000,00. Agora pare e reflita, no dia a dia, cada um destes itens pode até ser só mais um número de apólice, mais uma pasta em seu arquivo, mas  na realidade estes bens são de verdade e, principalmente, importante
s para alguém!

Você e sua equipe certamente dedicaram muito tempo e cuidado para que a cobertura de cada uma dessas "importâncias" fosse a mais bem planejada. Agora, será que muitas dessas apólices seriam contratadas se você não tivesse alertado seu cliente, dedicado seu tempo a estudar e oferecer as opções de seguros que estão disponíveis e que podem protegê-lo? Será que se você não tivesse insistido com ele para que permitisse que você cuidasse de algo tão importante como o seguro aquelas apólices teriam sido bem feitas? Será que seriam feitas?

A maioria dos corretores trabalha com prazos, com vigências finais que atropelam a rotina e exaurem seu tempo. Nessa maluca rotina de ligações, visitas, solução de pendências e atendimentos pouco sobra para a reflexão do primordial papel exercido por essa categoria batalhadora e essencial na sociedade, que não se intimida com as objeções e dificuldades e oferece aquilo que ele acredita ser o melhor para seu cliente.

Falo em nome de todos os seus clients: obrigado, corretor de seguros!

Olhe para a sua carteira e se orgulhe do bem que você fez para essas pessoas, tenha a absoluta certeza que você é o responsável pela segurança de centenas ou milhares de famílias e empresas e, mais importante, não pare! Nunca deixe de proteger as pessoas e seus patrimônios, nunca deixe de discutir com um cliente para melhor ampará-lo, seu trabalho é uma das bases do nosso modelo econômico pois sem você, nada é SEGURO.

Um bom Natal e um excelente 2017 a todos!






Nenhum comentário :

Postar um comentário